Callbox para rodovias

Call box Rodovias

No território nacional existem inúmeras rodovias que cruzam o país de norte a sul e leste a oeste. Muitas destas rodovias são administradas pelo poder público, enquanto boa parte está sob supervisão de empresas privadas, que através de concorrências públicas assumem concessões e devem administrar as rodovias, de acordo com cláusulas de melhorias e benefícios aos usuários, em troca de cobranças por pedágios.

Dentre as melhorias definidas em contrato estão o asfaltamento, manutenção de asfalto, duplicações de pistas, passarelas, sinalizações e seguranças para os motoristas usuários do trecho onde foi pago o pedágio. E entre as principais medidas de segurança exigidas temos sinalização adequada de toda a rodovia, socorro médico em caso de acidentes, socorro mecânico aos veículos quebrados e/ou acidentados e implantação de callbox para as rodovias, assim sendo a medida mais complexa de realizar-se com eficiência.

O que é um callbox para rodovia?

Antes de explicar a complexidade dessa instalação ao longo da rodovia, vamos esclarecer o que é um callbox para rodovia. O callbox não se trata de um único dispositivo/equipamento que é disponibilizado ao usuário e sim um sistema bem completo e de fato, por consequência, complexo. Pode-se traduzir o sistema de callbox como Sistema de Telefonia de Emergência para Rodovias. Ele deve ser capaz de fazer uma ligação de voz entre o usuário e o CCO (centro de controle operacional) da concessionária, que proverá o apoio ao usuário no que for solicitado, como serviços mecânicos e elétricos, guinchos ou mesmo resgates médicos em caso de panes ou colisões.

Ocorre que a implantação de um sistema como este tem um nível de complexidade devido as exigências tecnológicas. Nas primeiras versões, eram basicamente sistemas de PABX interligadas por extensas redes cabeadas em pares de cabos metálicos, porém eram redes muito problemáticas, pois as grandes distâncias não privilegiavam comunicações neste modelo.

Com o passar do tempo, a popularização das redes ópticas e a chegada de novas tecnologias foi possível entregar sistemas mais confiáveis e eficientes. Sendo que os modelos que obtiveram mais aceitação foram os Callboxes para fibra óptica e Callbox Celulares para redes GSM.

Ambos sistemas, geralmente, entregam os mesmos resultados para os usuários, porém ambos enfrentam as mesmas dificuldades técnicas para funcionamento adequados, tais como:

  • Precisam ter excelente eficiência energética, pois funcionam alimentados exclusivamente por energia solar e banco de baterias, pois são geralmente instalados em regiões bem remotas sem energia elétrica ao longo das rodovias;
  • Precisam ter em sua composição material de baixo valor comercial para que sua reposição ou manutenção sejam sustentáveis, pois são equipamentos que ficam desprotegidos nas rodovias e sofrem constantemente com vandalismos, furtos, colisões por veículos e degradações naturais causados por tempestades, vendavais, raios, etc.

Callbox Flexmedia

Os sistemas de callbox para rodovias, em fibra óptica e por celular, desenvolvidos pela Flexmedia, chamados de CBFlex são extremamente completos. Com a finalidade de atender as dificuldades listadas acima, como oferecer altíssima eficiência energética durando até 21 dias sem claridade solar, apresentam em sua composição itens com um baixo custo, diminuindo o interesse no furto das peças para revenda e seus softwares utilizam rede baseada em IP. Além disso, conta com alta tecnologia desenvolvida pela equipe de engenheiros, permitindo o controle e monitoração das chamadas realizadas entre o CCO e os Callboxes.

Elementos que compõem o CBFlex (Callbox para rodovias)

Para atender todos os requisitos das concessórias, o CBFlex é composto pelos seguintes elementos:

  • Callbox (CBFlex_FO ou CBFlex_CE): Equipamento localizado nas rodovias, que funciona como telefone de emergência para os motoristas.
  • Atendente (CBFlex_Atd): Software executado dentro do CCO pelos usuários que irão atender as chamadas de emergência.
  • Concentrador (inclui CBFlex_CO): Sistema responsável por monitorar os Callboxes de até 40 KM de rodovias.
  • Call Center (CBFlex_CC): Software executado em um servidor que recebe a conexão de todos os demais elementos e encaminha chamadas entre eles.
  • Telemetria (CBFlex_Tmt): Software que mostra ao usuário o estado atual de todos os Callboxes instalado no sistema através de um dashboard. O software pode ser utilizado em qualquer computador.
  • AutoDiagnóstico (CBFlex_AD): Sistema responsável por fazer ligações periódicas para os Callboxes e verificar estado de microfone e alto-falantes.
  • VoIP (CBFlex_VoIP): Servidor que permite a integração entre o sistema CBFlex e um PABX SIP.

Solicite seu Orçamento