Diferenças entre Câmeras Analógicas, HD e IP – Conversores de mídia

conversores para câmeras

Neste artigo iremos apresentar as Diferenças entre as Câmeras e as tecnologias a serem usadas (conversores de mídia) para grandes distâncias entre as câmeras e a central de segurança, a fim de ajudá-lo com o seu projeto. 

Sempre surge aquela dúvida na hora de comprar equipamentos para circuito fechado de televisão ou CFTV (Sistema de Segurança). É comum até mesmo profissionais de segurança terem dúvidas nessa hora. O que é melhor comprar? Tecnologia IP, analógica ou HD? E quando necessito de um conversor de mídia?

As diferenças entre os tipos de câmeras e suas tecnologias são muitas, sobretudo vai depender da aplicação do seu projeto, associando a melhor opção de escolha dos equipamentos que envolve alguns fatores que iremos explicar aqui.

Qual tecnologia usar para o meu projeto CFTV?

Antes de falarmos sobre cada tecnologia é importante entender que ao optar por um tipo de câmera, você necessariamente opta por um certo tipo de sistema de tecnologia. A escolha influenciará nos cabos, equipamentos e possibilidades diferentes.

Tecnologia Câmeras analógica para CFTV

As câmeras analógicas, foram as primeiras a se popularizarem na segurança e funcionam em um sistema também analógico. Elas transmitem as imagens através de cabos coaxiais (de 600 a 1080 linhas comumente) até entradas AV.

Você pode optar por ligar a câmera diretamente em um monitor, mas, se quiser fazer a gravação das imagens, precisará conectá-las antes em um aparelho DVR.

“Os cabos que conectam tais equipamentos, devem ter no máximo 100m de comprimento entre as câmeras e a central de segurança”.

Tecnologia (Conversores de mídia) para grandes distâncias em câmeras analógicas

Quando a sua necessidade ultrapassa de 100m entre as câmeras e a central de segurança, é importante a utilização de um conversor de vídeo e dados seriais.

A sua tecnologia garante a integridade do sinal até o DVR mantendo a alta definição da entrada no transmissor e na saída do receptor, por meio de fibra óptica. Além disso, o conversor de vídeo e dados seriais, permite utilizar o PTZ da câmera.

PTZ:

  • PAN: é a movimentação horizontal (panorâmica) da câmera.
  • TILT: é a movimentação vertical da câmera.
  • ZOOM: é a capacidade de aproximar as imagens com o movimento da lente).

A grande vantagem em usar um conversor por fibra, além de atingir grandes distâncias, a fibra óptica é imune a interferências eletromagnéticas, surtos de tensão e corrente, protegendo os equipamentos por não conduzir os surtos (descargas atmosféricas).

Utilizando essas tecnologias o seu sistema de CFTV ficará basicamente assim:

conversores câmeras analógicas

 

Tecnologia Câmeras HD para CFTV

Quando se utilizam câmeras analógicas de baixa resolução e há necessidade de uma tecnologia de alta resolução, é indicado as câmeras HD.

É nesse ponto que as câmeras com tecnologia HDTVI, HDCVI e AHD se tornam muito interessantes, pois podem utilizar os mesmos tipos de cabos coaxiais das câmeras analógicas tradicionais, assim também, gera economia. Na infraestrutura, necessita que o DVR seja compatível para aproveitar esse ganho de qualidade.

Tecnologia Câmeras IP para CFTV

tecnologia IP permite simplificar bastante os sistemas de segurança e monitoramento, é responsável por trafegar os dados (voz, vídeo, dentre outros).

Câmeras IP diferencial

Um dos maiores diferenciais das câmeras IP, é que elas trabalham com dispositivos de rede, como LAN, Intranet ou Internet, possibilitando a utilização de uma conexão já existente, que facilita muito a instalação, além disso, diminui os gastos de um serviço convencional nesse sentido.

As Câmeras IP apresentam resolução de imagem de altíssima qualidade, conseguem reproduzir fielmente tudo o que captam, ou seja, essa tecnologia impede a perda na transmissão de imagens. Você poderá fazer o gerenciamento das imagens em um aparelho NVR, computador ou até mesmo em nuvem.

Há câmeras que já vem com memória interna ou cartão de memória para gravação de imagens no próprio dispositivo, mas a capacidade de processamento e armazenamento são bastantes restritas.

 

Tecnologia (Conversores mídia e Switch) para grandes distâncias em câmeras IP.

Quando a sua necessidade ultrapassa de 100m entre as câmeras e a central de comando, é importante a utilização de um Conversor de mídia fibra óptica ethernet, ou um Switch ethernet.

A sua tecnologia garante a integridade do sinal até o NVR mantendo a alta definição da entrada no transmissor e na saída do receptor, por meio de fibra óptica.

Utilizando essas tecnologias o seu sistema de CFTV ficará basicamente assim:

conversores câmeras IP

Caso o seu sistema de CFTV utiliza mais de uma câmera, será necessário à utilização de um switch.

Seu sistema de CFTV ficará assim:

conversores câmeras IP

 

Acesso remoto:

O acesso remoto, basicamente, é o monitoramento de vídeo em tempo real. É acessível em todo o mundo através de qualquer dispositivo conectado à Internet, seja seu laptop, um PC e assim por diante.

Tanto as câmeras analógicas quanto as câmeras IP podem ser acessadas remotamente. A grande diferença é que as câmeras IP já estão adaptadas para esse uso. As câmeras analógicas precisarão ser conectadas a um DVR que converterá o sinal analógico em sinal digital. Só assim é possível a transmissão das imagens via internet.

O processo e instalação de câmeras IP são mais fáceis. Tudo o que você precisará fazer é inserir o endereço IP da sua câmera de segurança de rede na barra de endereços do navegador, como faria com um site.  Algumas câmeras inclusive já acompanham aplicativos de celular próprios facilitando assim o acesso.

Custo:

De fato, a tecnologia IP está se expandindo em todo o mundo, no entanto as câmeras analógicas ainda são maioria.

O obstáculo ao uso de um sistema IP é seu investimento inicial. É necessário investir não apenas nas câmeras, mas também no sistema de gravação e infraestrutura em caso de troca/atualização.

Recomendamos, para garantir compatibilidade, tentar usar sempre equipamentos que atendam o padrão ONVIF.

Em caso de pequenas melhorias, é possível apenas trocar as câmeras mais importantes para HD e assim adiar um investimento maior, pois elas utilizam a mesma infraestrutura das câmeras analógicas (após confirmar que seu sistema de gravação é compatível com imagens HD).

Quando a infraestrutura da rede ethernet já está instalada e ainda não é utilizada pelo sistema de segurança, recomendamos investir em um sistema de gravação IP e começar a instalar sempre que possível, em caso de atualizações na instalação.

As câmeras IP permitem que a infraestrutura possa operar em redundância (anel), aumentando em muito a disponibilidade do sistema, além disso, é um “sistema” que agrega valor à sua oferta. Veja mais abaixo:

Mini Switches ópticos para redes IP em Anel Redundante:

Os Mini Switches atuam com fechamento de Anel (STP – Spanning Tree Protocol) em redes ópticas, permitem a comunicação ininterrupta entre todos os dispositivos a eles conectados, mesmo em caso de falhas ou rompimento de um dos cabos, pois o gerenciamento proverá uma nova rota, mantendo a comunicação, garantindo assim estabilidade e confiabilidade.

O que você encontra na Flexmedia:

 

Solicite seu Orçamento