blog-thumb

Conversores de fibra óptica híbridos?!?

O que é isto afinal? Vamos lá então tentar esclarecer alguns pontos obscuros sobre o assunto que tem deixado tanta gente confusa por ai.

Tenho me deparado com algumas situações no mercado que tem me deixado preocupado. Uma delas é o fato de algumas empresas usarem o termo Conversores Híbridos para oferecer diferenciais a estes equipamentos que, de fato, não existem: nem o produto e menos ainda o tal diferencial. Vamos a minha explicação para o fato:  O vendedor/empresa usa garbosamente o termo no seguinte contexto: – “Eu tenho conversores de fibra óptica híbridos! Que funcionam tanto em fibra óptica multimodo quanto na fibra monomodo.” Como assim?!

Os conversores são desenvolvidos para aplicação com um tipo de fibra ou o outro. São montados com componentes eletrônicos (canhões ópticos, LED ou Laser) próprios para fibras multimodo (MM) ou fibras monomodo (SM) e em alguns casos para fibra POF (Plástica). Onde então, neste meio, conseguiram um dispositivo emissor de luz “coringa”? Inventaram um componente eletrônico novo? O tal canhão óptico hibrido, que configuraria os tais conversores híbridos? Que magia boa é esta?

Respondo: Não existe o tal conversor hibrido. Há mais de 12 anos no mercado e com uma equipe de engenheiros especializada no desenvolvimento de conversores, nunca foi de nosso conhecimento equipamentos que tenham tal configuração. Não existe equipamento especificamente desenvolvido para atuar com todos os tipos de fibras. O que existem são conversores ópticos para as fibras multimodo e conversores para fibra monomodo. E é este, o segundo tipo de conversor, que algumas empresas estão “renomeando” para CONVERSORES HIBRIDOS.  E o por que disto? Então conversores para fibra ópticas monomodo são conversores híbridos? Na verdade não! Porém alguns profissionais, por meios de tentativas, constataram que conversores monomodo funcionam também em fibra óptica multimodo.

A partir daí apropriaram-se de um poderoso diferencial no mercado: Possuir conversores híbridos. Posição a frente de sua concorrência que não dispõe de tal “tecnologia”. Ter um equipamento “coringa”, cujo instalador nem precise se preocupar com o tipo de fibra a ser adquirida ou instalada em sua obra é, diríamos que, legal e prático. Mas isto trás um outro ponto muito relevante ao assunto: Tirar do seu cliente (integrador, revenda, instalador) o direito de saber o que realmente está adquirindo é ético? Respondo que quando a verdade é negada, não!

Uma situação que poderia ser aplicada em um caso emergencial acabou virando uma ferramenta de venda de alguns que visam apenas o lucro em suas relações comerciais.  Onde deveria prevalecer a oferta da melhor solução pelo valor mais justo, hoje aplica-se a venda do diferencial que não existe. Os conversores monomodo funcionam sim em fibra multimodo porém, isto não é tecnologia nova, nem exclusiva. É uma característica comum, facilmente explicada pela relativa diferença de diâmetros de núcleos das fibras (SM x MM).

Screen Shot 2016-02-25 at 15.09.30

Figura 1                                                                               Figura 2

As fibras monomodo (figura 1) possuem um núcleo muito mais fino, de 8 a 10 mícrons de diâmetro, enquanto as multimodo (figura 2) utilizam núcleos mais espessos, tipicamente com 62.5 microns. Consequentemente um canhão próprio para fibra monomodo, facilmente injetaria a luz no núcleo da fibra multimodo. Qualquer empresa que possua conversores monomodo em seus estoques poderiam se valer de tal característica, porém muitas não o fazem. Pelo simples fato de que tal aplicação nada mais é que uma “bela gambiarra” e que tal ação tira proveito dos desconhecimentos de seus clientes e pior empurram-no para um abismo perigoso: o da ignorância sobre o que está realmente comprando e revendendo.

Tomei a liberdade procurar o significado de Termo Híbrido. Transcrevi o resultado da pesquisa abaixo:

híbrido
hí.bri.do

adj (lat hibrida ou hybrida) 1 Diz-se do indivíduo que resulta do cruzamento de dois genitores de espécies, raças ou variedades diferentes. 2 Derivado de fontes dessemelhantes. 3 Que está composto de elementos diferentes ou incôngruos. 4 Gram Composto de elementos provenientes de línguas diversas: Vocábulo híbrido, língua híbrida. sm Animal ou planta híbridos.

Se acharem que o termo se encaixa na situação descrita, podemos então propor aos grandes fabricantes mundiais de dispositivos para conversão eletro-ópticas que eliminem a produção de conversores para fibra multimodo, e passem a denominar seus conversores monomodo como dispositivos híbridos.”

 

Compartilhe essa postagem: